08/01/2018

Carga pesada


Uma das imagens prediletas que gosto de evocar quando preciso refletir sobre a vida, sua beleza e seus mistérios, é a de um caminhoneiro. Sim, esse profissional do volante, dirigindo o seu caminhão estrada à fora, ironicamente, arriscando a própria vida em busca da sobrevivência, transportando a sua carga, às vezes pesada e perigosa. Mas é a sua sina. Como dizem alguns, é o seu destino.


Todos temos um pouco de caminhoneiro. Afinal de contas, nossa vida é uma grande viagem. Ao longo da nossa existência percorremos muitos e diferentes caminhos; alguns bonitos e deslumbrantes, outros sombrios e perigosos. Essa viagem nos impõe correr riscos para sobreviver. Nos movemos em direção ao amanhã e muitas surpresas nos esperam. O inesperado nos espera em uma curva qualquer. 


A segurança de um caminhoneiro não depende somente das estradas por onde passa ou do estado geral do seu veículo, mas também do peso da carga que ele transporta. Quanto mais pesada ela for, tanto mais perigo ele corre. Uma carga pesada demais ameaça a estabilidade do caminhão, especialmente nas curvas, nas descidas e em momentos de pouca visibilidade. Sobrecarga é perigo sendo transportado. 


Também corremos perigo! Muitas vezes carregamos peso demais sobre nossos ombros e pagamos um preço muito alto por isso. O coração não suporta mais tanta sobrecarga e adoece por conta de um passado mal resolvido, de sofrimentos que perduram por anos, de ressentimentos e mágoas que insistem em não ir embora. Esse excesso de peso emocional transforma a vida numa viagem de alto risco. 


O resultado final de tanto peso é uma sobrecarga emocional que nos adoece e nos leva ao estresse e a exaustão. Ainda pior é quando somos obrigados a pagar pedágio para que a estrada nos seja liberada. Quando o fazemos? Nos momentos em que pagamos para que outros vivam nossos sonhos, nos escutem e não saiam do nosso coração, pois o fantasma da solidão nos assombra nessa estrada.


 Precisamos urgentemente nos livrar da sobrecarga que põe em risco a nossa viagem e nosso futuro. Como? Aprendendo duas coisas: Primeiramente tomando a iniciativa de jogar fora tudo o que sobrecarrega o nosso. Coração e ameaça a nossa saúde emocional, nossa paz. Em segundo lugar, aprendendo a confiar e a descansar em Deus, pois Ele conhece as estradas por onde teremos que passar. 


 Lembremo-nos das palavras de Jesus Cristo, o maior especialista em alívio de cargas e o melhor "caminhoneiro" que o mundo conheceu: "Vinde a mim todos que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei; porque o meu jugo é suave e a minha carga é leve." Esse é o segredo para uma viagem bem sucedida: Menos peso na alma e mais Jesus no coração. É confiar a Deus a direção da nossa vida.